Jadelson Andrade é eleito membro da Academia de Medicina da Bahia

O médico e cardiologista Jadelson Pinheiro de Andrade é o mais novo membro da Academia de Medicina da Bahia. O professor, doutor e, atualmente, superintendente e diretor de cardiologia do Hospital da Bahia (HBA) toma posse no dia 22 de outubro como Acadêmico Titular da cadeira número um, que tem como patrono o Prof. Dr. Alberto Silva. A sessão solene acontece às 19h, no Palácio da Reitoria da Universidade Federal da Bahia.

Entrar para Academia é ser lembrado eternamente pelos confrades da instituição, pela classe médica baiana, e se tornar um imortal. “Pertencer a Academia significa fazer parte de uma elite da ciência e do saber da medicina baiana, visto que é um reconhecimento do trabalho feito por toda a sua jornada como médico”, afirma Jadelson.

O processo todo passa por protocolos muito rigorosos, desde o recebimento do convite, encaminhamento de currículo, e memorial descritivo da história de toda a sua vida profissional como médico, professor, atividade científica, atividade associativa, gestor e finalmente a produção de um trabalho científico original.

Cadeira número um

O médico, Jadelson Andrade, foi eleito com maioria absoluta de votos e na solenidade de posse será saudado pelo confrade, o Prof. Dr. Roberto José da Silva Badaró. O Prof. Dr. Alberto Silva, patrono da cadeira que será ocupada pelo cardiologista, foi um grande tisiologista, historiador, jornalista, escritor, dentre outras qualificações. Jadelson Andrade sucederá nesta cadeira ao Prof. Dr. Thomáz Cruz.

“O Acadêmico se torna um imortal da Academia e esta imortalidade é justificada porque toda a sua trajetória e história de vida médica fica eternizada numa instituição que tem um enorme prestígio no Brasil, uma vez que foi fundada em 1958, constituída a partir da Escola de Cirurgia da Bahia, e que foi precursora da primeira Faculdade de Medicina do Brasil”, salienta o médico Jadelson Andrade. 

Sobre o laureado 

Jadelson de Pinheiro Andrade é natural de Ipiaú – BA, casado com a médica Tânia Andrade, possui dois filhos, José Mendes Andrade Neto, Marianna Andrade e quatro netos. Ainda muito jovem trouxe na bagagem os valores adquiridos dos pais e um sonho: o de estudar para se tornar médico.

Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da UFBA em 1976 e como médico, professor, dirigente de entidades associativas na Bahia e no Brasil possui atuação expressiva na cardiologia baiana, brasileira e internacional.

Atualmente é Superintendente e diretor do Centro de Cardiologia do Hospital da Bahia. Fellow da American College of Cardiology e da European Society of Cardiology. Professor da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, foi presidente da Associação Baiana de Medicina, Vice Presidente da Associação Médica Brasileira e Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (2012 – 2013). Em agosto de 2015 fez o lançamento do livro “ Prevention of Cardiovascular Diseases”, editado na versão em Inglês, em Londres na Inglaterra.

Detentor de vários títulos e condecorações recebeu várias medalhas, dentre elas  em 1993, Medalha Thomé de Souza da Câmara Municipal de Salvador, em 1997 Comenda da Ordem do Rio Branco em Brasília pela Presidente da República, 2013 Medalha Honra ao Mérito da Sociedade Brasileira de Cardiologia e em 2016  a Comenda 2 de Julho, a mais alta condecoração da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia.

Em Outubro de 2017 lançou a obra literária “Crônicas do Coração”, uma reverência ao relacionamento como médico de um dos mais respeitados autores da nossa literatura brasileira, Jorge Amado.

Postagens Recentes