Hospital da Bahia

Telefones Para Contato

HOSPITAL:
(71) 2109-1000

CENTRO MÉDICO:
(71) 2109-2000

Cirurgia bariátrica é único tratamento eficaz para obesidade mórbida

As projeções assustam. Segundo a OMS, em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos estejam com sobrepeso; e mais de 700 milhões, obesos. No Brasil, a obesidade vem crescendo cada vez mais. Cerca de 8 milhões de brasileiros sofrem dessa doença crônica, cujo único tratamento eficaz é a cirurgia bariátrica. Mas a realização do procedimento ainda está muito aquém do necessário, chegando a pouco menos de 100 mil cirurgias por ano.

Quem trouxe os dados foi o professor Luís Vicente Berti, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Ele proferiu a palestra “Momento Atual da Cirurgia Bariátrica no Brasil e no Mundo: o desafio da obesidade”, na noite de quinta-feira, 1º, no auditório do Hotel Mercure, em Salvador, a convite do Dr. Marcelo Zollinger, superintendente executivo e diretor pelo Núcleo de Obesidade do Hospital da Bahia.

O professor reforça que a obesidade deve receber um olha mais atencioso das políticas públicas. “Na Bahia, por exemplo, cerca de 80% da população depende do Sistema Único de Saúde. Considerando os altos índices de obesidade no Nordeste e, consequentemente, na Bahia, estima-se que, dentro desse percentual, a maioria dos pacientes com obesidade mórbida precisa recorrer aos serviços públicos de saúde”.

Alguns levantamentos apontam que uma média de 50% da população na região do Nordeste está acima do peso, ou seja, na faixa de sobrepeso e obesidade. É um mal se acentua com a idade, principalmente na faixa etária entre 45 e 54 anos.

Para Dr. Berti, a prevenção deve partir desde a infância. “Precisamos olhar para as nossas crianças com mais cuidado. A obesidade pode ser prevenida já nessa fase e evitar outras doenças que desdobram delas, como a hipertensão, o diabetes, além de problemas no joelho, constatado em muitos casos”, aponta. Ele explica que a doença ainda é vista com muito preconceito pela sociedade. “O problema do obeso não é de caráter. É preciso superar essa barreira e encarar como uma doença crônica que é. A cirurgia bariátrica é uma das pontas dessa cadeia de tratamento, que deve ser aliada a reeducação alimentar e atividade física”.

Excelência

A presença do professor Luiz Berti marcou uma ocasião especial: a certificação do Hospital da Bahia pela Surgical Review Corporation, como Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica. Além da certificação da instituição, Dr. Marcelo Zollinger foi certificado como cirurgião com excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica. “Trata-se de uma acreditação a nível internacional, que torna o Hospital da Bahia um centro de referência em cirurgia bariátrica. Isso significa que nossos processos seguem critérios internacionais de assistência ao paciente, desde a sua entrada até a sua saída após a cirurgia”, explica Dr. Marcelo, que também é superintendente executivo do hospital.

Para ele, a certificação é mais um impulso a melhorar, cada vez mais, o atendimento da instituição. “Isso traz também uma segurança ao paciente, que sabe que estará sendo atendido em um centro de referência, que passa por processos rigoroso”, complementou.

O superintendente do Hospital da Bahia e cardiologista, Dr. Jadelson Andrade, parabenizou a equipe do Núcleo de Obesidade da instituição. “Isso é fruto da competência e inquietude de uma equipe que está sempre em busca da excelência”, ressaltou.

Também presente ao evento, o presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia, Mauro Adan, elogiou os avanços alcançados pela instituição ao longo de dez anos de existência. “Vemos a preocupação do Hospital da Bahia como um todo em fornecer equipamentos modernos e serviços de excelência.